Presidência Nacional do PMDB

Câmara dos Deputados

Ed. Principal Ala B sala 6, Praça dos Três Poderes

Brasília - DF - CEP 70160-900

pmdbnacional@gmail.com

(61) 3215-9206 / 3215-9209




X

Caravana da Unidade, com Michel Temer, Moreira Franco e Eliseu Padilha mobiliza o PMDB no Acre

Eurico Batista (FUG/PMDB)

19 de fevereiro de 2016

Rio Branco (AC) – “Nós convidamos e o povo veio, para mostrar o quanto é grande, forte e batalhador o PMDB do Acre”. As palavras do deputado federal, Flaviano Melo (AC), dirigidas ao presidente nacional do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer, resumiu o que foi Caravana da Unidade com os militantes e dirigentes peemedebistas em Rio Branco (AC), na manhã desta sexta-feira (19).  O encontro mobilizou o Partido no estado, como resposta positiva às propostas que Temer tem levado a todos os estados brasileiros.

Prefeitos, vereadores e partidários lotaram a sede regional do PMDB para ouvir Temer. Alguns viajaram até quatro dias de ônibus e barcos para participar do encontro. Dizendo-se “emocionado”, o deputado Flaviano, que é presidente do PMDB-AC, lamentou as dificuldades que o Partido enfrenta por ser oposição ao PT no estado. E reforçou: “todos estão aqui para ouvir as suas propostas, presidente Michel”.  

A deputada estadual Eliane Sinhasique (AC) entregou a Temer um documento com as contribuições do PMDB acreano ao programa Uma Ponte para o Futuro. “Não precisamos de medidas complexas para melhorar a vida do povo do Acre e do Brasil. Medidas simples e práticas já podem de imediato auxiliar todo o povo brasileiro”, disse a deputada. Como exemplo, ela sugeriu a isenção de Imposto de Renda para salários de até 10 mil reais mensais. “Com isso, sobraria dinheiro para essas pessoas comprarem bens de consumo e aqueceria o comércio e a indústria, girando a roda da economia”, explicou.

Federalismo

Michel Temer explicou que as jornadas da Caravana da Unidade são “para despertar a consciência participativa do PMDB. Porque tudo tem o seu tempo certo. E agora é o tempo do PMDB. Mas não apenas para lançar candidaturas”, ressaltou. “Nós estamos lançando um programa para o Brasil. Esse documento Uma Ponte para o Futuro está em discussão e depois nós vamos apresentar como programa do Partido”, garantiu.

O presidente nacional do PMDB falou sobre sua tese em relação ao federalismo. “Precisamos rever esse modelo. O Brasil é o único país do mundo que não é apenas uma federação de estados, mas também de municípios. Entretanto, eu pergunto: será que na realidade a federação brasileira respeita os municípios. Eu digo que não. E o que nós queremos agora é uma redistribuição de recursos para os municípios, de modo que os municípios possam cumprir as suas finalidades constitucionais. Temos absoluta convicção de que município forte é estado forte e União forte. Município fraco enfraquece o estado e a União”, comparou Temer.

Falando aos pré-candidatos às eleições municipais de 2016, Temer recomendou: “temos de dizer que não estamos apenas lançando candidatura, mas que ela vem acompanhada de um programa, de um projeto, de uma iniciativa do PMDB com vistas a recuperar os municípios brasileiros. E ao recuperar os municípios, recuperar os estados e a União”, explicou.

PMDB quer ser governo

Ao final, Temer convidou os peemedebistas do Acre para participarem da convenção do Partido no próximo dia 12 de março. “Vamos comemorar os 50 anos do PMDB e os 100 anos do doutor Ulysses Guimarães”, disse. Ele lembrou que o PMDB é o primeiro Partido a completar 50 anos no Brasil. “Um Partido que conseguiu redemocratizar o país, conseguiu a governabilidade nos grandes dilemas nacionais, e agora não quer apenas ser apoiador da governabilidade, mas quer ser governo”, concluiu.  

0 Comentários

Deixar um comentário


+ 8 = 9

Flickr Youtube Facebook Rss