Presidência Nacional do PMDB

Câmara dos Deputados

Ed. Principal Ala B sala 6, Praça dos Três Poderes

Brasília - DF - CEP 70160-900

pmdbnacional@gmail.com

(61) 3215-9206 / 3215-9209




X

Senador Fernando Bezerra filia-se ao PMDB e fala sobre o projeto para Pernambuco

PMDB Nacional

6 de setembro de 2017

Foto por: Filipe Cardoso FUG/PMDB

Brasília (DF) – O senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho filiou-se ao PMDB nesta quarta-feira (6), em Brasília. A filiação foi abonada pelo presidente nacional do partido, senador Romero Jucá (RR), e pelo presidente do Congresso Nacional, senador Eunicio Oliveira (CE). O ato foi prestigiado por senadores, ministros e deputados, inclusive de outros partidos políticos.

“Chego no PMDB para somar”, afirmou o novo senador peemedebista. Referindo-se à situação política no seu estado, Fernando Bezerra ressaltou: “espero que os companheiros que fazem o PMDB em Pernambuco possam aceitar a nossa proposta de unirmos em torno da causa e da coesão interna do partido, para que o PMDB possa de fato, unido, atravessar esses momentos difíceis”.

O senador comentou sobre suas pretensões políticas em Pernambuco. Consta que seu projeto é disputar o governo estadual. “É verdade, temos um projeto para Pernambuco, mas não será um projeto de uma pessoa, ou de um grupo, ou de um partido”, garantiu. Segundo ele, “é um projeto de uma frente política. E a presença do senador Armando Monteiro e do ministro Bruno Araújo quer assinalar e sublinhar esse significado. Certamente caberá a um papel de liderança e de destaque do PMDB nesta frente que queremos construir em Pernambuco, mas queremos o concurso de todos os companheiros”, afirmou.

Para viabilizar o acordo, o senador disse que está aberto para “um diálogo franco e transparente com as forças políticas do estado, para poder ajudar o PMDB a conquistar governos estaduais e ampliar a sua representação na Câmara Federal, e disputar vagas para o Senado Federal”.   

De volta ao PMDB

Fernando Bezerra volta ao PMDB depois de 14 anos. Ao filiar-se, o senador lembrou que atuou e militou no partido por 11 anos, destacando o período da Assembleia Nacional Constituinte.

“Cheguei ao PMDB num momento de grandes transformações da vida nacional, quando o partido tinha como bandeira a redemocratização do país. O PMDB de Ulysses Guimarães que empunhava a bandeira da Constituinte”, lembrou o senador, que completou: “participei ativamente dos trabalhos de elaboração da nossa Carta Constitucional, ao lado de grandes nomes que fizeram e fazem a história do PMDB”.

Referindo-se ao trabalho do período da Constituinte, o novo senador peemedebista afirmou que “foi o PMDB que inaugurou o estado social do Brasil e fez a maior inclusão social da história. Fala-se hoje em Bolsa Família, mas isso é muito pouco diante do que o PMDB já fez, na área da saúde, educação, proteção social e dos benefícios da prestação continuada, e permitiu que o país pudesse se reencontrar com as suas tradições democráticas e sobretudo com o resgate de milhões de brasileiros que viviam abaixo da miséria”.

Reforma política

Sobre o momento atual, Fernando Bezerra afirmou que o país vive grande instabilidade “fruto da conjugação de crises que ocorrem a um só tempo: econômica, política e ética. Uma crise que está a desafiar a todos que têm a responsabilidade de representar os interesses da sociedade”.

E continuou: “nesses momentos de grandes debates, em que o Congresso Nacional avança para aprovar uma reforma política que permita o enxugamento do quadro partidário, para dar condições de maior governança nos níveis federal, de estados e municípios, talvez eu não seja o único nem o último a me aproximar dos partidos com os quais nos identificamos, em relação às suas bandeiras programáticas, sua visão de sociedade e aquilo que se deseja para o futuro do Brasil”.

Travessia e Ponte para o Futuro

Sobre o PMDB, o senador pernambucano destacou a disposição do partido para fazer a travessia, liderada pelo presidente Michel Temer. “Apesar de todas as dificuldades, eu tenho certeza de que o PMDB, que teve a iniciativa de se apresentar com um projeto de Ponte para o Futuro, de promover – num momento de tanta radicalização política – a defesa de reformas tão essenciais para que o Brasil pudesse se reencontrar com a sua trajetória de crescimento, de desenvolvimento e de geração de emprego… os resultados começam a aparecer. Isso é fruto também da coragem dos parlamentares que, em determinados momentos, enfrentaram até a hostilidade da opinião pública, mas que fizeram avançar matérias importantes que vão dando condições para que o Brasil possa voltar a se reencontrar com o desenvolvimento e geração de emprego”.

Dizendo-se animado para “a luta”, Fernando Bezerra afirmou que “o povo brasileiro vai encontrar no PMDB um dos instrumentos decisivos para que se possa superar as dificuldades”.

Presenças: ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (RS), ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco (RJ), ministro das Cidades, Bruno Araújo; senadores Edson Lobão (MA), Valdir Raupp (RO), Waldemir Moka (MS)Elmano Ferrer (PI), Marta Suplicy (SP), Hélio José (DF), Armando Monteiro (PTB-PE); deputados: Carlos Marun (MS), Newton Cardoso Jr (MG), João Fernando Coutinho (PSB-PE), Fábio Garcia (PSB-MT).    

a fotos desta matéria

0 Comentários

Deixar um comentário


1 − = 0

Flickr Youtube Facebook Rss