Presidência Nacional do PMDB

Câmara dos Deputados

Ed. Principal Ala B sala 6, Praça dos Três Poderes

Brasília - DF - CEP 70160-900

pmdbnacional@gmail.com

(61) 3215-9206 / 3215-9209




X

É razoável surpreender quem de boa-fé investiu no Estado brasileiro?

No exercício da política econômica, é preciso levar em conta as limitações que produzem a não existência de certas condições para o atendimento da alocação ótima dos fatores de produção em resposta às demandas individuais (o chamado “ótimo de Pareto”). É o caso, por exemplo, da existência de economias de escala, de bens públicos, de oligopólios, de dis...

18 de outubro de 2017 por Delfim Netto (*)

Homem de “mercado”

Há certamente alguma coisa muito errada num país em que o ministro da Fazenda “precisa” ser escolhido pelo setor financeiro. O capitalismo “financeiro” não é, e é incrível que pretenda ser, um fim para si mesmo. Sua arrogância é tal e tamanha que o leva a esquecer porque existe.

Um dia –antes que se apropriasse do setor real da economia e o...

20 de novembro de 2014 por Delfim Netto (*)

Crescer ou crescer

É hoje de domínio público que a causa básica da redução da nossa taxa de crescimento foi o enfraquecimento da produção industrial após a rápida recuperação de 2010.

Neste final de 2014 o setor industrial revela sinais de desânimo e fraqueza. Depois de longa esperança de mudança, ameaça desempregar porque tem muita dúvida sobre sua capacidade de recuperação. A...

30 de outubro de 2014 por Delfim Netto (*)

Novo câmbio

O mercado de câmbio no Brasil é um dos mais livres, líquidos, seguros, sofisticados e bem organizados de quantos existem, e o real é uma das moedas mais transacionadas no mundo, graças ao “carry trade” de que foi objeto. Por isso, é das mais voláteis. Sua organização e o nível das reservas geraram um interessante instrumento de intervenção, muito útil pois a d...

11 de setembro de 2013 por Delfim Netto (*)

Boa resposta

Parte importante das tensões sentidas pela economia mundial, na última quarta-feira, resultou da confusão produzida pela divulgação da ata da reunião do Fed de 30/31 de julho. Afinal, do que se trata?

A economia dos EUA dá sinais de que está se recuperando. O crescimento do PIB em 2013 será um pouco abaixo de 2%. A inflação anual é menor do que 2%. Há uma redução...

29 de agosto de 2013 por Delfim Netto (*)

Flickr Youtube Facebook Rss